6 de dezembro de 2014

Era uma vez uma gata chamada Chossay...

Em 15 de novembro de 1988, minha irmã adotou uma gatinha preta e deu-lhe o nome de Chossay. Aparentemente estranho, um nome diferente.

Um dia ela disse que tirou o nome de uma música que tocava no rádio. Naquela época, a lambada estava fazendo muito sucesso e o ritmo daquela música lembrava uma coisa meio africana, dançante, com um toque de lambada sem ser lambada, enfim uma coisa muito louca.
Chossay à esq, os outros gatos à dir.
A gente cantava o refrão assim: "Chossay, i cabasse oh eh oh eh, negão negão negão oh cabasse..." Eu não preciso continuar né? Só lembrando que eu tinha acabado de fazer 9 anos e minha irmã ia fazer 12 anos. Noção zero de inglês, cantávamos do jeito que entendíamos as músicas e ficava tudo certo. "Pump up the jam" do Technotronic era cantada com muito entusiasmo, imagina só!?! Agora já com noção da língua inglesa fica difícil de transcrever como cantávamos essa, deixa pra lá!!!


Em 21 de setembro desse ano me lancei uma missão: localizar a música da Chossay no You Tube. Bem, eu sabia o ano, que poderia ser de algum grupo africano e eu tinha uma leve sensação que não era cantada em inglês, mas não sabia o nome da banda nem da música. Fiquei fuçando a internet por umas 5 horas, até que eu tive uma informação preciosa no site do Projeto AutoBahn, na lista de músicas do disco trilha-sonora da novela "Bebê a bordo". Busquei o nome no You Tube e bingo... Nem acreditei que localizei, por falar nisso já achei várias músicas perdidas insistindo nas buscas, mas admito que quando não se tem informação suficiente, é um tiro no escuro.


Chossay desapareceu em 1993 (eu acho). Me lembro que ela era brava, inclusive eu tenho uma cicatriz na mão esquerda de um arranhão que ela me deu. Dela ficamos com dois filhotes até a vida adulta, mas é complicado criar gatos, eles vivem soltos, são seres livres e acabam sendo vítimas de pessoas perversas aí na rua.

Essa cicatriz tem 25 anos, não dá pra acreditar!!!
Fica aqui minha homenagem a Chossay, que na verdade deveria ter se chamado "Au Bal" (No baile). Ah, a música é em francês e fala de uma baile de máscaras, bem legal! O grupo é da Guiana Francesa e das Antilhas Francesas, antes de cantarem em francês, a banda cantava na língua crioula. Não falei que era alguma coisa africana!?!