4 de fevereiro de 2014

"Porque emprego bom é aquele que de alguma forma é prazeroso!!!"

Escrito em um dos momentos ociosos que costumo ter no meu novo emprego...

Passei por muitos lugares, conheci muitas pessoas. Alguns momentos foram importantes e confortáveis, outros desagradáveis, dolorosos...

Se eu pudesse voltar no tempo, eu não cometeria essa estupidez de passar por tudo aquilo de novo. Mas se eu pudesse reviver um único dia em cada lugar, seria bacana.

Eu escolheria um dia na ADP. Em 2000, um dia de fechamento que eu tinha que fazer conferência e etiquetas para as caixas das companhias aéreas. Eu trabalhava me divertindo!

equipe de conferência: Regiane, eu, Janice, Lucimara e Beth (20/11/00)
Um dia na drogaria de Diadema. Bem, se eu pudesse escolheria dois dias, em 2009, um no turno da farmacêutica Ângela e do Julião, e outro num domingo com o Vicente, ambos comigo no caixa. Aprendi muito com eles. 

Plantão Sabadão, fim de tarde, eu no caixa... (20/06/2009)
E claro também precisaria de dois dias na livraria. Em 2012, no setor de Humanas no período que eu ajudei a Thaís (Exatas) e aprendi a ser uma vendedora. O outro, no início de 2013, no Didáticos. Que tal o dia da invasão da "barata cascuda"? Descobri naquele dia que a cliente invadiu o setor que Jean tem poderes paranormais (um cliente não poderia ter aparecido de jeito nenhum num exato momento e eis que o homem surge bem na nossa frente após um comentário do Jean, uma cena assustadora, de arrepiar os pelos do braço. Lembro do nome do cliente até hoje, Nichelangelo), HAHAHAHA!!!!

Jean e seus super poderes!!!
Sim, esses foram meus melhores empregos. Porque emprego bom é aquele que por mais sofrido que seja (acordar cedo, encarar ônibus lotado, ficar horas em pé, engolir sapo, ser maltratado, passar calor e/ou frio), quando você se sente parte integrante do lugar, mais ou menos como um membro da família, é prazeroso.

Eu aprendi que são momentos, às vezes só é legal por um tempo, com um grupo de pessoas, parece que são ciclos com início, meio e fim. Depois algumas pessoas vão embora e aquela harmonia se perde, modifica e tudo fica diferente, simplesmente não funciona mais. E eu não estou dizendo isto da boca pra fora, é verdade! A mais pura verdade!!!