17 de setembro de 2013

"Somos cidadãos e não sabemos"

Redação feita em 1993 - Aula de Língua Portuguesa

Só não escrevi a data...
Moramos num país de ricos e pobres. Juntos dividimos as mesmas ruas e calçadas, para ir e voltar, todos os dias. No meio de engravatados existem homens, mulheres e crianças que vivem na miséria, trabalhando para sobreviver, ganhando pouco e vivendo mal.
Somos cidadãos e não sabemos. Vivemos juntos vendo as mesmas coisas: preços altos, injustiças, violência, corrupção, desemprego etc. Todo cidadão tem o direito de viver bem, ser respeitado, ser tratado como um cidadão, mas a maioria da população não sabe disso. Para muitos, ser um cidadão é viver bem, ganhar bem, trabalhar, ter uma casa, um carro etc. Isso só combina com os ricos. O que o povo não sabe é que os pobres também são cidadãos com direitos iguais aos ricos e só o que torna a situação diferente é a injustiça.
Existem milhares de pessoas morando de baixo da ponte, sem ter o que comer, enquanto ao redor há casas grandes e luxuosas com carros caros na garagem. Tudo é possível para quem tem dinheiro e para quem não tem nada pode acontecer. Ser cidadão é, em primeiro lugar, ter seus direitos respeitados, mas quase ninguém sabe que esses direitos existem e podem ser exigidos. Se a população percebesse que pode exigir seus direitos, talvez não estivéssemos vivendo no meio de todo esse desconforto, afinal temos direito a tudo nesse mundo, até a ser cidadão.
Luciana Paulino
7ª A   nº 30